Melasma no rosto: entenda tudo sobre a doença, causas e tratamento

Melasma no rosto: entenda tudo sobre a doença, causas e tratamento

O melasma no rosto é uma mancha de pele que incomoda muitas pessoas. O melasma acomete frequentemente as mulheres (90%) e homens (10%).

Nessa matéria explicaremos as causas no melasma no rosto, os tratamentos e os cuidados com o melasma. É comum as pessoas buscarem no google por melasma no rosto, afinal existem muitas dúvidas acerca do tratamento de melasma.

Principalmente quais os tratamentos existentes na dermatologia para essa doença. Mas, antes é preciso entender sobre o surgimento do melasma no rosto. 

Conhecer “qual é a causa do melasma no rosto”  é o primeiro passo para se tratar as manchas da pele corretamente. Continue lendo e aprenda mais!

Dr. Szerman explica em 3 minutos  

O que é melasma?  

Melasma é uma mancha marrom que surge na área do rosto, principalmente nas maçãs do rosto, testa e no buço.

O melasma no rosto é o tipo mais frequente, porém algumas pessoas podem desenvolver melasma em outras regiões do corpo,  como por exemplo: braços, pescoço e colo.  

O melasma surge quando há um aumento da atividade dos melanócitos em nossa pele. Dessa forma os melanócitos, que são células que produzem a melanina na pele, acabam gerando uma hiperpigmentação da pele (mancha escuras). Ou seja, o melasma no rosto é causado pelo aumento da produção da melanina (pigmento da pele).  

Quais são as classificações do melasma?  

O melasma pode ser classificado como: dérmico, epidérmico ou misto. 

O melasma epidérmico ocorre quando a formação da melanina extra se deposita apenas na epiderme. Ou seja na primeira camada da pele.

Outra classificação do melasma é o melasma dérmico, a derme é uma camada mais profunda da sua pele. Essa camada está localizada abaixo da epiderme e acima da hipoderme. O melasma dérmico é um pouco mais difícil de ser tratado, por isso. 

A última classificação do melasma, é o melasma misto, esse tipo ocorre quando o melasma acontece na epiderme e na derme. Ou seja, acomete as duas camadas da pele, uma profunda e uma superficial. 

Entre em contato

O que causa melasma?  

Ainda não é possível definir todas as causas do melasma, mas as principais são: genética, sol, gravidez e o uso de pílula anticoncepcional. Os principais sintomas do melasma são: 

  • manchas escuras ou marrons que começam a surgir no rosto. Principalmente na maçã, testa e nariz. 

Além disso o melasma pode ocorrer em outros locais do corpo, aparecendo geralmente no pescoço, no braço e nas pernas.

As manchas tipo melasma não possuem um formato regular, mas são bem definidos nos dois lados do corpo.  

Cuidados com a pele: protetor solar  

Sabia que a exposição solar sem nenhum tipo de proteção está envolvida no surgimento do melasma? Exato.

Ainda não sabemos a causa do melasma, mas sabemos que o excesso de raios solares pode aumentar a produção da melanina na pele e consequentemente piorar a manchas tipo melasma.  Por isso utilize protetor solar no rosto. 

Agentes causadores 

Outros fatores que podem contribuir para o melasma segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia são: 

  • hormônio típicos da gravidez: Alguns estudos apontam que a ação de alguns hormônios na gravidez estimulam o hormônio melanotrófico, que estimulam a pigmentação da pele. 

Quando o melasma acontece na gravidez ele é chamado de cloasma gravídico. Essa condição acontece principalmente por causa do aumento da concentração dos hormônios estrogênio e progesterona na mulher grávida.  

Outra condição capaz de causa melasma é a pílula anticoncepcional. Algumas mulheres relatam que as manchas amarronzadas, ou seja, o melasma surgiram após tomarem a pílula.

O que é bom para melasma? - melasma no rosto

Antes de tomarem a pílula anticoncepcional, elas não tinham a pele manchada. Por isso é importante que o médico prescreva a pílula anticoncepcional para mulher.

Tomar a pílula sem recomendação médica é arriscado e pode comprometer a integridade da sua pele, como no caso das manchas tipo melasma. 

Melasma e pílula anticoncepcional  

A pílula anticoncepcional pode influenciar o corpo da mulher como um todo e não exclusivamente acarretar O melasma. É por isso que a pílula deve ser sempre indicada por um médico ginecologista.  

Nós sabemos que os efeitos colaterais do anticoncepcional, são os problemas na pele, inclusive o melasma.

Por isso nunca tome anticoncepcional por conta própria e sem uma recomendação médica. Você deve tomar as dosagens indicadas e usar o medicamento recomendado por um especialista.  

No caso do melasma causado por anticoncepcional é fundamental que o dermatologista e ginecologista trabalhem em conjunto no tratamento

Luz e melasma 

A luz também pode ser um dos fatores desencadeantes do melasma no rosto, assim como outras doenças de pele também podem sofrer interferência da luz.  

Melasma na gravidez  

O melasma na gravidez chama-se cloasma gravídico. Esse melasma é causado pelo aumento da progesterona e do estrogênio na mulher grávida, como falamos anteriormente. 

Esses dois hormônios recebem ajuda do melanotrófico. Os melanotróficos são responsáveis por ativar ou aumentar a produção de melanina no corpo. Esse mecanismo acaba desencadeando o melasma no rosto.  

No caso do melasma na gravidez é possível notar algumas manchas escuras nas bochechas, nos olhos e escurecimento de outras regiões como: linha alba (barriga). 

Saiba que o corpo da mulher grávida possui uma maior tendência as manchas nas seguintes regiões:

  • axila  
  • virilha  
  • região mamária  
  • auréola  
  • Barriga (linha alba) 

Também ocorre aumento de manchas e pintas no corpo da mulher como um todo. As alterações hormonais ocorrem geralmente após alguns meses dela descobrir a gravidez, mas posteriormente as manchas tendem a diminuir.  

Os médicos dermatologistas recomendam sempre o uso de protetor solar para as grávidas. Por isso, passe sempre o protetor solar e reaplique quando for necessário, principalmente após o terceiro trimestre de gestação.  

Seu dermatologista também pode recomendar o uso de vitamina C tópica, mas se você tiver melasma no rosto procure um especialista para tratamento de melasma. 

Fale com a Clínica de Pele sobre melasma, clique aqui.

Melasma em homens e mulheres  

O melasma é mais comum nas mulheres, porém pode surgir em homens. Embora seja muito pequena a incidência em homens, ainda acontece. O sexo masculino representa 10% dos casos de melasma. 

E alguns fatores associados com melasma nos homens, são geralmente os fatores genéticos, exposição solar em excesso e exposição a luz visível.  

Todos os fatores acima também são comuns nas mulheres. Por isso independente do sexo passe o protetor solar, esse é um mecanismo eficiente de prevenção contra o melasma no rosto e no corpo. Também pode evitar a piora da sua mancha. 

Quando se trata de fatores hormonais no melasma, é difícil prevenir ou controlar. Como, por exemplo no caso da gravidez, por isso trate com profissional experiente nos tratamentos para melasma, principalmente se você desconfia de fatores hormonais.   

Clareador rosto para melasma

Alguns produtos no mercado prometem clarear o rosto, mas isso demora para fazer efeito. Existem maneiras que trazem mais resultado.

É importante ressaltar que você sempre passe por um médico dermatologista, nunca use um clareador ou ácido sem recomendação médica, isso pode piorar seu problema!   

Sabia que todo tratamento clareador para rosto ou corpo, deve ser alinhado com a prevenção das manchas, como por exemplo: passar filtro solar, utilizar de barreiras físicas, como: óculos de sol, chapéus e roupas com proteção ultravioleta.  

Alguns estudos científicos apontam que a melhor forma de prevenção para melasma é utilizando protetores solares que possuem cor.

Já no caso do melasma causado por pílulas anticoncepcionais, o médico pode corrigir a dosagem correta do medicamento para clarear a mancha.

Outra coisa que ajuda no clareamento da pele é utilizar antioxidantes, mas sempre com orientação médica.  

Como tratar melasma?  

O tratamento do melasma começa com uma consulta ao dermatologista. O dermatologista é o profissional capaz de utilizar cosméticos ou clareadores para sua pele. Ele analisará o melhor tratamento para seu caso.  

Atualmente o Laser de CO2 Frio é recomendado para clarear manchas de pele profundas tipo melasma. Também é possível combinar o Laser com peelings, como o melanesse e cosmelan.

Essas são substâncias que possuem comprovação científica para tratamento de manchas e podem agir em diversos tons de pele, pois possuem uma absorção rápida.  

Laser e melasma 

O tratamento mais tecnológico atualmente para melasma é o Laser Frio. O Laser Frio é possível em aparelhos onde o médico dermatologista consegue controlar a quantidade de calor na pele. 

Na Clínica de Pele, o Laser de CO2 Fracionado e Pulsado (Deka) consegue esse efeito no tratamento de melasma, pois ele não gera calor, como a maioria dos aparelhos de Laser no mercado. Além disso, o Laser Deka é eficiente e confortável para o paciente.  

O Laser é calibrado pelo Dr. Szerman, esse Laser atua na renovação celular da pele, penetrando suavemente nas camadas profundas e sem gerar calor (processo inflamatório). 

Porque falamos sobre calor?

Pois o calor produzido por um Laser não adequado ao tratamento do melasma,  pode causar o temido efeito rebote (retorno das manchas). 

Consulte um dermatologista para iniciar seu tratamento de melasma no rosto, de maneira segura e eficiente.

Você sabia que a Clínica de Pele Dr. Szerman, localizada no Rio de Janeiro RJ possui mais de 20 anos de experiência em Laser? Agende já uma consulta clicando no botão abaixo. 

Entre em contato