Entenda como o Laser Capilar LLLT atua no tratamento de queda de cabelo

 

 

A alopecia androgênica atinge cerca de 80 % dos homens acima dos 80 anos. Nesse artigo explicamos sobre Laser Capilar e os seus efeitos na alopecia androgênica

Há diversas causas que levam a queda de cabelo, como fatores genéticos, hormonais, situações de estresse, ansiedade e caspa. Ainda existem outras causas da alopecia, como a congênita, medicamentosa, seborréia, tração, dietética e eflúvio.

Os fatores que podem ocasionar a queda de cabelo são inúmeros. Com nome não tão comum, a alopecia (queda de cabelo) é um problema que possui diferentes causas e tratamentos específicos para cada paciente. Um deles é a utilização do Laser capilar 69 beams, responsável por estimular o crescimento dos fios. 

Entenda como surge a alopecia e quais são os benefícios do Laser capilar como tratamento.

 

 

O que ocasiona a alopecia?

Quando o paciente identifica que está com queda de cabelo, muitas vezes, tenta resolver de maneira autônoma, fazendo uso de shampoos e loções antiqueda e até mesmo medicamentos sem consultar um dermatologista. 

E aí está um dos primeiros erros. Afinal, a queda de cabelo deve ser observada de forma clínica para se chegar na raiz do problema. Existem três tipos principais de Alopecia, são eles:

 

  • Alopecia Androgenética

É a causa mais frequente da perda de cabelo, afetando cerca de 50% dos homens e 25% das mulheres por volta dos 50 anos de idade. 

Afeta principalmente a parte superior e frontal do couro cabeludo e acarreta a perda permanente do cabelo, podendo levar a calvície.

A alopécia androgenética é uma condição fisiológica (do próprio organismo) que leva à queda dos cabelos em um processo denominado: miniaturização. A herança genética é frequentemente observada e pode vir do lado paterno ou materno.

  • Alopecia Areata

Ocorre quando o cabelo começa a cair de forma repentina (em alguns dias) em uma ou mais áreas circulares e pequenas, como por exemplo: na barba, sobrancelha, cílios ou no couro cabeludo. 

Ocorre quando o sistema imunológico ataca os folículos pilosos (auto-imune) e está muito correlacionada a fatores emocionais (estresse).

  • Alopecia de tração

Quando a queda de cabelo se dá, por exemplo, por tranças apertadas, uso frequente de penteados repuxados ou mesmo pelo hábito de puxar o cabelo por estresse e ansiedade. 

Acomete principalmente a região laterais do couro cabeludo, franjas, nuca e atrás das orelhas.

Contato via WhatsApp Fale agora! (21) 98086-2370 

 

 

Tratamento para queda de cabelo Rio de Janeiro

Alopecia masculina x alopecia feminina

Na alopecia masculina, a perda dos fios geralmente ocorre na parte superior e na frente da cabeça. 

Já no padrão feminino de alopecia, a queda se concentra na parte superior ou central da cabeça e se expande sem atingir a linha frontal (entradas) do couro cabeludo.

 Veja também: Por que meu cabelo cai? Descubra.

 

Laser Capilar: É possível prevenir e tratar a queda de cabelo?

A alopecia androgenética, acomete mais os homens do que as mulheres e está ligada tanto a condições genéticas, quanto ao excesso de hormônios andrógenos (masculinos). 

A queixa mais comum é o afinamento progressivo dos fios que, geralmente, se inicia na adolescência.

Apesar de nem sempre a alopecia estar associada a disfunções hormonais, existem remédios que bloqueiam hormônios causadores da queda do cabelo e ajudam na prevenção, sendo a finasterida o mais conhecido deles e é utilizado principalmente no tratamento dos homens, já que esse medicamento pode causar malformações fetais durante a gestação.

 

A Alopécia androgênica resulta em grande parte de alteração dos folículos pilosos por hormônios masculinos (testosterona).

Ao atingir o couro cabeludo, em pacientes com tendência genética para a calvície, a testosterona sofre a ação de uma enzima (5-alfa-redutase) e é transformada em diidrotestosterona (DHT). 

Essa última causa alterações no núcleo das células provocando uma atrofia no bulbo capilar e uma diminuição do fios”, explica o Dr. Waldemar Szerman da Clinica de Pele.

Nas mulheres, os tratamentos clínicos mais comuns são a base de anticoncepcionais orais e espironolactona. Remédios que estimulam o fortalecimento dos fios, como o minoxidil e outros vasodilatadores também costumam ser prescritos de forma complementar ao tratamento.

A alopecia androgenética é, como o próprio nome diz, uma doença geneticamente determinada, porém alguns fatores podem acentuar a queda de cabelo, como a suplementação de hormônios masculinos e a menopausa.

No caso da alopecia areata, que está muito associada a fatores auto-imunes, é importante prevenir ou diminuir o estresse. Mas vale lembrar que viroses, vacinas e algumas doenças também podem ser gatilhos para esse tipo de alopécia relacionada ao sistema auto-imune. O principal cuidado que o paciente deve ter é procurar o dermatologista assim que possível.

No caso da alopecia de tração deve-se evitar manter o cabelo penteado de forma muito apertada, assim como usar tranças (apliques) que pressionem a raiz do cabelo. 

 

Quanto menos pressão na raiz, que já está enfraquecida, melhor”, complementa o Dr. Waldemar Szerman.

 

No caso de pessoas que têm o hábito de puxar os fios, a recomendação é tentar minimizar a ansiedade e o estresse com mudanças no hábito de vida e apoio emocional.

 Dúvidas? Acesse nosso F.A.Q clicando aqui 

 

O Laser LLLT 69 beams é um dos mais potentes no tratamento da queda de cabelo

Além do tratamento dermatológico clínico, fundamental para os resultados, existe um moderno Laser capilar utilizado no tratamento para queda de cabelo. Trata-se do LLLT Laser (low level Laser therapy)

Por possuir 3 comprimentos de onda e estímulo vibratório, o Laser 69 beams é um dos mais avançados quando se fala em tratamento capilar.

O tratamento funciona a partir de um capacete que direciona 69 feixes de Laser no couro cabeludo, aumentando o fluxo sanguíneo na área e trazendo os nutrientes e o oxigênio que ajudam no crescimento dos cabelos, já que eliminam as toxinas promotoras da queda dos fios. 

As vantagens do Laser capilar, aliado aos tratamentos dermatológicos clínicos é um resultado satisfatório por meio de um procedimento indolor e não invasivo.

 

 

Laser Capilar: resultado pode ser visto em quanto tempo?

São recomendadas, inicialmente, de 6 a 12 sessões de Laser, a cada 15 dias. Normalmente, os pacientes percebem os resultados após 2 ou 3 meses de tratamento. 

Dependendo de cada caso podem ser necessárias sessões futuras de manutenção.

 

Quais são os principais benefícios do tratamento?

O Laser 69 Beams possui uma aplicação rápida, cada sessão tem cerca de 18 minutos de duração atingindo todo o couro cabeludo e também áreas menores. Pode ser atrelado a outros tipos de tratamento, como o uso tópico (local) do remédio minoxidil no couro cabeludo, ou o uso de medicamentos via oral, como a finasterida ou a dutasterida. 

O Laser 69 beams é reconhecido nacional e internacionalmente, sendo seguro e eficaz no tratamento da alopecia, trazendo resultados satisfatórios de forma indolor e não invasiva.

 Mais perguntas? Acesse nosso F.A.Q clicando aqui 

 

 

Quais os cuidados durante o tratamento?

O paciente pode se expor ao sol e seguir as suas atividades normais de trabalho e lazer, visto que o Laser capilar é seguro e não oferece nenhum risco de queimadura ou outros efeitos colaterais. Pode ser feito também em qualquer tipo de pele: branca, negra e bronzeada.

 

Consulte um Dermatologista

Somente um profissional adequado pode ajudar na prevenção e no tratamento da queda de cabelo (alopecia) de maneira segura e eficaz. 

A Clinica de Pele | Dr.Szerman tem mais de 50 anos de experiência clínica. Com milhares de pacientes atendidos ao longo de muitos anos, o Dr. Waldemar Szerman já foi chefe da dermatologia do Hospital Central da Aeronáutica (HCA).

Saiba mais informações com os médicos da Clinica de Pele | Dr.Szerman, agende uma consulta. Tratamento para queda de cabelo Rio de Janeiro.

F.A.Q

Estudos apontam que a vitamina A é uma das melhores opções  queda de cabelo. A vitamina A age na produção de queratina e colágeno

A técnica LLLT (Low Level Laser Therapy), também chamada de Laser de Baixa Tensão ou “Laser frio”. É aprovado pelo FDA (órgão de saúde dos EUA) para o tratamento da queda de cabelo. Deve ser recomendada por um dermatologista.

O LLLT Já vem sendo utilizado com grande sucesso nos tratamentos de calvície, seborréia, queda capilar masculina/feminina e no excesso de oleosidade no couro cabeludo. (Saiba sobre o tratamento clicando aqui)

Procure um dermatologista. Após uma avaliação sobre a causa e a origem da alopecia ele orientará qual o melhor tratamento: medicamentoso ou Laser.

Várias são as causas como: Androgenético, Areata, Seborreica, Eflúvio, Dieta pobre em carne vermelha, Alérgica e dentre outras. Clique aqui e saiba mais

Matérias

Fotos

Fotos

Fotos de antes e depois da aplicação do tratamento de Queda de Cabelo…
Vídeos

Vídeos

Vídeos com explicação sobre o tratamento de Queda de Cabelo…
Queda de Cabelo: Conheça as causas

Queda de Cabelo: Conheça as causas

Você sabe o que causa?  Existem inúmeros fatores que podem…
Oleosidade: Como reduzir no rosto e couro cabeludo

Oleosidade: Como reduzir no rosto e couro cabeludo

A produção de sebo excessiva pode ocasionar acnes e até…