Descubra o tratamento mais indicado para você em nosso TESTE ON-LINE

Prevenção e Tratamento de rosácea

A rosácea é um problema de pele muito comum, podendo acometer qualquer pessoa, sobretudo mulheres com idade superior a 30 anos. Nesse artigo, vamos compartilhar uma série de informações sobre a prevenção e tratamento de rosácea.

Portanto, acompanhe este guia até o final e descubra agora tudo o que precisa saber sobre a rosácea. Desde o que é esse problema de pele, até o que causa, seus sintomas e formas de tratamento de rosácea. Confira!

Rosácea – Dr. Szerman explica:

Afinal, o que é rosácea?

tratamento de rosácea

A Rosácea, também conhecida como eritema facial, corresponde a uma doença inflamatória vascular crônica que se manifesta na pele ou então nos olhos em forma de eritema (vermelhidão), edema (inchaço), pápulas e pústulas (“bolhas” com pus ou sem), telangiectasias (vasos pequenos dilatados na superfície da pele) ou mesmo como alterações fimatosas (nariz deformado e volumoso).

A doença acontece quando se inicia um processo inflamatório que está associado a uma alteração vascular. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a Rosácea costuma atingir de 1,5% a 10% da população, sendo mais frequente em mulheres com díade de 30 a 50 anos com fototipo baixo.

Mas, ela pode atingir qualquer pessoa, inclusive nos homens os casos podem ser mais graves, chegando a evoluir para uma rinofima, que consiste no aumento gradual do nariz em decorrência do espessamento e dilatação dos folículos.

A Rosácea tende a piorar ao longo dos anos podendo levar a mudanças definitivas na aparência dos portadores, comprometendo desse modo o bem-estar e, principalmente, a autoestima.

O que causa a rosácea?

A verdade é que mesmo com muitas pesquisas e estudos sobre os casos de Rosácea, ainda não se tem uma certeza de sua origem. No entanto, se especula que uma das causas principais para o surgimento da rosácea esteja associado a fatores genéticos.

Além disso, existe ainda a possibilidade de haver outras causas que influenciam a incidência da Rosácea, mas que não têm relação com a herança genética. A presença de reações à ácaros e agentes externos alergênicos, bem como vasos sanguíneos mais frágeis, por exemplo, são alguns deles.

A presença de anomalias no sistema imunológico, assim como a exposição demasiada a radiação ultravioleta, hiper-reatividade vascular e reações inflamatórias a microrganismos diversos também podem desencadear o surgimento de rosácea. Sem contar que existe também a possibilidade do quadro estar associado a outras doenças, como algumas doenças autoimunes.

Alguns exemplos de causas que podem desencadear a doença ao provocar a vasodilatação (dilatação dos vasos sanguíneos):

  • Consumo de álcool.
  • Exposição aos raios ultravioletas por tempo demais.
  • Exposição a temperaturas extremas de frio ou calor.
  • Estresse, raiva ou vergonha.
  • Prática de exercícios físicos de forma extenuante.
  • Banhos muito quentes ou uso de saunas.
  • Medicamentos vasodilatadores ou angiogênicos.
  • Consumo de alimentos picantes.
  • Consumo de alimentos ou bebidas muito quentes.
whats
Fale conosco

Quais os tipos de rosácea? 

Antes mesmo de saber sobre o tratamento de rosácea, é importante compreender que esta doença de pele possui cinco tipos diferentes que se classificam de acordo com a forma como ela se manifesta. Basicamente, os cinco tipos de rosácea são: Eritemato Telangectasia; Rosávea Pápula Pustulosa; Rosácea Fimatosa; Rosácea Ocular e Granulomatosa.

Veja abaixo mais detalhes sobre cada um dos cinco tipos de manifestação:

1. Eritemato Telangectasia

Nesse tipo de manifestação da Rosácea a pela fica com tons avermelhados, rosados e com vasos pequenos dilatados que se tornam evidentes nas regiões centrais do rosto, sobretudo aquelas que ficam perto das asas nasais.

Essa vermelhidão tende a se agravar por alguns fatores como consumo de álcool, ou então a exposição ao sol, realização de exercícios físicos, estresse e calor.

As sensações que acometem esse tipo tender a parecer que a pele está pinicando ou então queimando e a pele tende a ser muito mais sensível, não podendo fazer a utilização de produtos abrasivos ou ácidos.

2. Rosácea Pápula Pustulosa

Esse tipo de manifestação de Rosácea combina a vermelhidão na pele com o surgimento de lesões pápulo-pustulosas em surtos, muito parecidas com espinhas. Inclusive, por muito tempo a Rosácea Pápula Pustulosa foi chamada de Acne Rosácea em razão da semelhança de ambos os quadros.

O tipo Rosácea Pápula Pustulosa acomete mais comumente homens e tem períodos de melhora e piora que se alternam.

3. Rosácea Fimatosa

Esse tipo de manifestação de Rosáceaé o menos comum, sendo considerado como um estágio final da doença. Nesse estágio a pele, além de avermelhada, torna-se espessa e dura, com muitos poros dilatados.

A principal característica da Rosácea Fimatosa é um aumento de infiltração nas áreas das glândulas sebáceas da região do nariz, fazendo com que possa inclusive dobrar de tamanho. Outra área que também pode ser comprometida é o mento, ou queixo.

Esse tipo de manifestação costuma acometer muito mais homens do que mulheres e normalmente entre as idades de 50 e 60 anos.

4. Rosácea Ocular

Esse é o tipo de manifestação da Rosáceaque acomete principalmente a região dos olhos e pode ser facilmente descoberta em uma ida ao oftalmologista.

A doença do tipo ocular acontece pela Blefarite, uma inflamação que causa vermelhidão e descamação na região dos cílios podendo evoluir para o nível mais grave causando a perda de visão.

5. Granulomatosa

Esse tipo de manifestação de Rosácea é um tipo mais raros onde a principal característica manifestada é o aparecimento de pequenos nódulos castanhos na pele do rosto, porém há possibilidades de haver aparecimento desses nódulos em demais regiões do corpo.

O diagnóstico desse tipo de Rosáceaé um pouco mais complicado e requer um alto grau de suspeição pelo profissional dermatologista, bem como um tratamento um pouco mais desafiante.

Quais regiões são mais afetadas pela Rosácea?

Os sintomas da Rosácease manifestam em vários níveis e conforme os tipos que vimos acima. No entanto a vermelhidão é o sintoma mais presente e costuma acometer as regiões centrais da face, normalmente poupando a região dos olhos, exceto no tipo de Rosácea Ocular.

As lesões como pápulas e pústulas costumam se manifestar no rosto, tal como a vermelhidão, principalmente nas bochechas, próximas a aba do nariz, no nariz e também no mento. Mas os edemas e inchaços podem ocorrer também no pescoço, orelhas e até no tórax superior.

Em casos mais graves também pode ocorrer o engrossamento do nariz, deixando a pele espessa e dura com aspecto grosseiro e volumoso.

Sintomas da Rosácea

Os principais sintomas manifestados pela doença e mais frequentemente descritos pelos pacientes com Rosáceasão os seguintes:

  • Pele avermelhada na face.
  • Pequenos vasos sanguíneos inchados e visíveis nas regiões do nariz e das bochechas.
  • Certas protuberâncias no rosto que são muito parecidas com a acne.
  • Pálpebras avermelhadas.
  • Irritação e inchaço na região dos olhos.
  • Secura ocular.
  • Nariz mais alargado, pele engrossada.
  • Coceira nas regiões afetadas.
  • Pequenos pontos castanhos como nódulos que podem surgir no rosto e em outras regiões do corpo.
  • Descamação na região dos cílios.
  • Pele descascada nas regiões afetadas.
  • Pele endurecida.
  • Poros da pele dilatados.

Ao observar qualquer um dos sintomas acima, procure um dermatologista. Somente este profissional tem a capacidade de investigar seu caso, definir se o que você tem é rosácea, bem como estabelecer o melhor tratamento de rosácea possivel.

Fatores de risco para rosácea

A Rosáceacostuma ocorrer em pessoas com a pele mais clara, ou seja, com fototipos mais baixos e que tenham se exposto ao sol ao longo dos anos de forma um tanto considerável.

Normalmente acomete mais mulheres entre 30 e 60 anos, porém os homens também podem ser acometidos pela doença tendo inclusive chance de quadros mais agravantes, normalmente os homens manifestam a Rosácea entre os 40 e 60 anos.

A cor da pele mais clara e a exposição demasiada aos raios ultravioletas são os principais fatores de risco para o desenvolvimento da Rosácea, no entanto é preciso estar atento que como é uma doença sem causas definidas, há também o fator de risco por predisposição genética.

Entre os principais grupos de risco para desenvolvimento da Rosáceaestão:

  • Pessoas de pele mais clara, com olhos azuis ou loiras.
  • Histórico familiar com presença de Rosácea.
  • Histórico pessoal de acne grave.
  • Homens e mulheres entre 30 a 50 anos, no entanto, mais comum em mulheres.
  • Descentes de escandinavos e celtas.

Como é o diagnóstico da rosácea?

O primeiro passo é observar se há vermelhidão persistente no rosto. Com esse sintoma evidente é preciso marcar uma consulta médica para obter o diagnóstico correto.

Consulte um médico dermatologista, ele poderá diagnosticar através de um exame físico em sua pele se os sintomas são de rosácea e inclusive o tipo de Rosáceamanifestado.

Para facilitar a consulta e o diagnóstico pelo profissional busque ter em mente algumas informações tais como a lista de sintomas, o tempo em que eles existem, seu histórico médico com demais condições de saúde bem como medicações e suplementos que ingere com regularidade.

Durante o diagnóstico o médico dermatologista além de avaliar com um teste físico irá fazer perguntas sobre os sintomas, a intensidade desses sintomas, se são mais frequentes ou mais ocasionais, o que parece melhorar ou piorar os sintomas, dentre outras.

É muito importante que durante a consulta você esclareça todas as suas dúvidas e tenha respostas relevantes para perguntas básicas como as causas da doença, possibilidade de exames para confirmar diagnóstico, qual tratamento de rosácea ideal, se é uma condição temporária ou crônica, quais cuidados ter dali em diante, que medicamentos alternativos podem haver, entre outras.

whats
Fale conosco

É possível prevenir a rosácea?

A Rosácea é uma doença que não pode ser prevenida, no entanto há medidas que podem atenuar o problema, diminuindo os efeitos negativos da Rosácea, algumas dessas medidas são as seguintes:

  • Evitar se expor a temperaturas extremas.
  • Evitar banhos quentes.
  • Utilizar protetor solar de FPS – Fator de Proteção Solar elevado todos os dias.
  • Evitar exercícios físicos extenuantes.
  • Lavar o rosto sempre com água morna.
  • Fazer uso de produtos de higiene sem sabão e com pH neutro.
  • Hidratar a pele regularmente sempre com produtos indicados para Rosácea.
  • Evitar o estresse psicológico.
  • Manter uma alimentação saudável e equilibrada.
  • Evitar consumo de alimentos picantes.
  • Evitar consumir comidas ou bebidas muito quentes.
  • Evitar consumo de álcool.
  • Não fumar.
  • Evitar uso de produtos com fragrâncias que tenham álcool, parabenos e quaisquer componentes que possam irritar a região.
  • Usar dermocosméticos calmantes, como água terma.
  • Utilizar maquiagem dermocosmética hipoalergênica corretiva para caso queira disfarçar a vermelhidão da pele sem agredir.
  • Utilizar anti-rubor para amenizar a vermelhidão da pele.

Rosácea tem cura?

Embora existam medidas de prevenção, assim como tratamento de rosácea que atenuem o problema, este é um problema que não tem uma cura definitiva.

No entanto, com o tratamento de rosácea adequado e os cuidados certos, é possível haver uma melhora significativa nos sintomas e sinais da doença, sendo bastante útil e indispensável o acompanhamento de um dermatologista nesse processo.

Faça agora o nosso teste online gratuito e descubra qual é o tratamento de rosácea mais indicado para o seu caso. Tenha também uma estimativa dos valores clicando no banner abaixo.

TESTE ONLINE 2
Veja se o tratamento funciona para o seu caso.

Tratamento para Rosácea

Embora seja uma doença que não tem cura, a Rosácea tem alguns tratamentos e se cuidada conforme o recomendado tem bons resultados, diminuindo e muito sua incidência, bem como amenizando os sintomas decorrentes. Confira alguns dos tipos de tratamento de Rosácea!          

Luz Intensa Pulsada Hamony

A luz intensa pulsada, ou LIP, é um dos tratamentos mais eficazes e mais comuns para Rosácea. Basicamente, a técnica consiste na aplicação de pequenos feixes de luz em direção aos capilares sanguíneos dilatados da região onde está evidente a doença.

O mecanismo utilizado pelo tratamento de luz intensa pulsada é o de fototermólise e comprimento de onda que destroem de forma seletiva os vasos sanguíneos evitando o dano aos demais tecidos.

Na Clínica de Pele, utilizamos a Luz Intensa Pulsada Harmony que conta com uma tecnologia avança, alcançando as camadas de pele mais profundas através dos seus feixes de luz e se consolidando como um dos tratamentos mais eficazes e seguros para quem deseja amenizar os efeitos da rosácea.

O tratamento de rosácea com Luz Intensa Pulsada é um dos poucos aprovados pelo Conselho Americano e Brasileiro de Saúde.

Os resultados da LIP no tratamento da Rosácea conferem ótimos resultados e são indicados para diminuir os eritemas ou as telangectasias, ou mesmo para a rinofima, a lesão que aumenta o volume do nariz.

Além disso, o tratamento de rosácea com luz pulsada intensa também possui mais benefícios para a pele, atenuando as hipercromias, estimulando o colágeno e melhorando a textura da pele.

Utilizar a luz intensa pulsada Hamony como tratamento é muito vantajoso, veja abaixo alguns dos benefícios que este tratamento pode oferecer:

  • Não dói.
  • Auxilia no rejuvenescimento da pele.
  • Estimula o colágeno.
  • Trata os vasos e manchas vasculares.
  • Ameniza as manchas do sol e demais manchas da pele.
  • Ajuda a remover os pelos indesejáveis.
  • Trata acne.
  • Acelera o processo de cicatrização.
  • Exige pouquíssimas aplicações.
  • É um tratamento seguro.
  • Uma técnica de alta precisão.
  • Não agride a camada superficial da pele.
  • Não precisa de repouso pós sessão.
  • Melhora a flacidez da pele.
  • Diminui o tamanho dos poros.
  • Diminui e suaviza as olheiras.

Além disso, vale destacar que o tratamento de rosácea com Luz Intensa Pulsada pode ser realizada em qualquer parte do rosto, sobretudo no nariz e nas bochechas.

Cirurgias

Outro método de tratamento de rosácea utilizado para amenizar os sintomas da doença é o tratamento cirúrgico. Esta alternativa é indicada principalmente para os casos de fimatosa e em algumas situações para a Rosácea Ocular.

A cirurgia é uma correção da Rosácea e demanda de anestesia local, bem como repouso pós cirúrgico. Mas, apesar de se tratar de um procedimento invasivo, ela não é uma cirurgia complicada e após procedimento é preciso manter os cuidados necessários para continuar tratando e atenuando os efeitos da doença.

Antibióticos e medicações

O uso de medicações e antibióticos é o tratamento mais básico e comum para a Rosácea. Seu objetivo é reduzir a inflamação do paciente, assim como controlar sua vermelhidão e reduzir os demais sintomas para melhorar a aparência como um todo.

Mas, vale destacar que somente um médico pode definir qual tipo de medicação e abordagem terapêutica o paciente com rosácea pode adotar.

Do contrário, além de agravar o problema, você corre o risco de prejudicar seriamente sua saúde.

Para os casos de Rosácea do tipo Pápula Pustulosa, Rosácea Ocular e Fimatosa pode ser necessário o uso de medicamentos antibióticos que fazem parte do grupo das ciclinas e que são usados para controle clínico da doença, com doses que diminuem aos poucos.

Os tratamentos duram de 3 a 6 meses, porém é recomendado que com o uso de medicamentos também se faça o uso do tratamento com a luz intensa pulsada, para garantia de melhores resultados.

Evolução do tratamento

No geral, a evolução do tratamento e os resultados vão depender do tipo de tratamento selecionado pelo paciente. Para o tratamento com Luz Intensa Pulsada, a evolução costuma ser bastante positiva.

Isso porque, os feixes de luz do Laser destroem de maneira progressiva os micro-vasos responsáveis pela vermelhidão no rosto. Desse modo, após algumas sessões já é possível observar uma melhora significativa.

FAQ

Quanto tempo dura o tratamento da rosácea?

Cada tipo de tratamento para Rosáceatem seu tempo específico. Utilizando a luz intensa pulsada como exemplo, o tratamento pode durar poucas semanas até alguns meses, tudo depende da condição da doença no paciente, o nível, a intensidade e o tipo de Rosácea a ser tratado.

Quantas sessões são necessárias?

Quanto a quantidade de sessões, mais uma vez uso de exemplo o tratamento com a Luz Intensa Pulsada, mas cada um tem suas próprias exigências, períodos e quantidade de sessões ou cuidados específicos.u003cbru003eAs sessões de Luz Intensa Pulsada costumam variar de acordo com a condição e intensidade da Rosácea no paciente, podendo ser necessária em média 5 sessões a cada 30 dias para o alcance dos resultados. Além disso, cada sessão costuma durar cerca de 30 a 45 minutos.

A rosácea é uma doença contagiosa?

Ao se deparar com esse quadro clínico, muitas pessoas ficam na dúvida se a rosácea pode ser transmitida de uma pessoa para outra. Contudo, isso não passa de mito.u003cbru003eA verdade é que a rosácea não é uma doença contagiosa ou transmissível. Ela surge no organismo de uma pessoa em decorrência de vários fatores, como já citamos anterioremente e pode ser tratada, apesar de não ter cura.

A Luz Pulsada doí?

O tratamento com Luz Intensa Pulsada não confere dor ao paciente. Durante a realização do procedimento, é comum que o paciente sinta apenas uma sensação de calor no rosto. Além disso, para minimizar esta sensação de calor, também se usa um creme anestésico uma hora antes de cada sessão.

Como fica a pele após cada sessão de Luz Intensa Pulsada?

De modo geral, o organismo tende a responder muito bem ao tratamento de rosácea com Luz Intensa Pulsada. Depois que cada sessão é finalizada, a pele costuma ficar um pouco vermelha, mas este efeito normalmente desaparece após algumas horas. Raramente também podem surgir algumas casquinhas sobre a pele, mas também somem gradativamente com o tempo.

Estes sinais na verdade fazem parte do processo de reconstrução e recuperação da pele. Por isso, não se preocupe caso observe algum destes sinais logo após as sessões. Se observar qualquer alteração na pele que não os descritos acima, procure o dermatologista para investigar seu caso e descobrir o que pode estar havendo.

Rosácea Antes e Depois

Entre os tratamentos mais indicados para o rosácea, o de Luz Intensa Pulsada é o que oferece os melhores resultados. Veja a seguir o Antes e Depois de pacientes que realizaram tratamento de rosácea com Luz Intensa Pulsada na Clínica de Pele:

Rosácea Tratamento
RosáceaTratamento
Rosácea Tratamento
RosáceaTratamento
Rosácea Tratamento
RosáceaTratamento

Depoimentos

Veja alguns depoimentos de pessoas que realizaram e aprovaram o tratamento de rosácea oferecido na Clínica de Pele no Rio de Janeiro:

Portanto, a rosácea é um problema de pele que ocorre com mais frequência do que se pode imaginar. Ela pode afetar homens e mulheres e apesar de não ter cura, pode ser tratada e ter seus efeitos amenizados, oferecendo desse modo uma melhor qualidade de vida aos seus portadores.

Na Clínica de Pele trabalhamos com as mais modernas tecnologias e equipe médica capacitada para garantir os melhores tratamentos para rosácea e outros problemas de pele. Entre em contato conosco e saiba mais detalhes sobre os nossos procedimentos.

whats
Fale conosco

Veja também os artigos mais recentes

Dr. Ronaldo Szerman
CRM 5213366-9

Dr. Guilherme Szerman
CRM 5276961-4

Dr. Waldemar Szerman
CRM 5270032-0

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
×