Descubra o tratamento mais indicado para você em nosso TESTE ON-LINE

Prevenção e tratamento para manchas na pele

Manter uma pele bonita e saudável é o que muita gente deseja. No entanto, a exposição prolongada da pele ao sol sem a proteção adequada, alterações hormonais, além de outros fatores podem acabar desencadeando a presença de manchas escuras. Quando isso acontece, muitos se perguntam se existem formas eficientes de prevenir ou mesmo se há tratamento para manchas na pele.

De modo geral, existem alguns tipos de tratamento para manchas na pele considerados eficientes, assim como também há medidas que você pode adotar no dia a dia para evitar que essas manchas se desenvolvam.

Neste guia, mostraremos todos os detalhes que você precisa saber sobre esse problema de pele. Portanto, continue sua leitura e veja agora o que são e como surgem as manchas na pele, como prevenir e quais são as formas de tratamento para manchas na pele.

Tratamento para manchas na pele – Dr. Szerman explica:

O que são manchas na pele?

Basicamente, manchas na pele correspondem a alterações em relação a cor habitual da pele de uma pessoa. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, as manchas podem se apresentar em tamanhos e cores variados e muitas vezes são decorrentes de processos inflamatórios como acne, ou então queimaduras, machucados entre outros.

Na maior parte dos casos, as manchas podem se tratar apenas de questões estéticas. Mas, também há casos onde seu aparecimento indica algum problema de saúde. Por isso, é muito importante que, ao perceber a presença de qualquer alteração na pele, você marque uma consulta com um dermatologista. Este profissional poderá avaliar melhor seu caso e dizer se o seu caso requer maiores cuidados.

whats
Fale conosco

Como as manchas surgem?

As razões para as manchas surgirem são as mais diversas, podendo resultar de alterações hormonais, a exposição solar, cicatrizes e doenças diversas.

A pele possui melanócito, que é o principal responsável pela produção da melanina. Já a melanina, é a proteína que promove a cor da pele, olhos e cabelos. A falta de equilíbrio na produção desta proteína pode provocar as manchas.

Classificação das manchas na pele

As manchas de pele podem ser classificadas de dois tipos. São eles:

  • Hipercromia: que é o resultado da desordem na produção de melatonina, sendo formada em quantidades muito grandes. Como resultado surgem as manchas escurecidas na pele, que necessitam de tratamento para manchas na pele posteriormente. Os fatores responsáveis são: envelhecimento, exposição ao sol sem proteção, alterações de hormônios;
  • Hipocromia: é a redução da cor dos glóbulos vermelhos. O resultado são manchas mais claras que o tom da pele. A identificação é feita através da quantidade de hemácias hipocrômicas, onde o médico verifica o grau e a presença da doença. As principais causas são: Anemia por deficiência de ferro ou sideroblastica e Talassemia.

Quais as doenças que causam manchas na pele?

tratamento para manchas na pele
Manchas na pele

Há muitas doenças que provocam alterações no tom da pele e por consequência surge a necessidade de buscar por um tratamento para manchas na pele.

As doenças de pele podem ser classificadas de duas formas, primárias e secundárias. Na lesão primária é possível encontrar manchas que foram adquiridas ao longo da vida. Enquanto isso, na secundárias, as lesões são provocadas ou manipuladas, como a acne, por exemplo.

No geral, as lesões de pele secundárias são mais profundas e podem se apresentar como crostas. Conheça agora alguns problemas de pele associados a manchas que são mais comuns e quais são as formas de se manifestar:

Manchas roxas ou esverdeadas (mancha mongólica)

É uma mancha esverdeada ou arroxeada, que fica localizada acima das nádegas do bebê. Não surge por conta de machucados, mas sim pela maior produção de melanina na região. É mais comum em crianças com pele de tom mais escuro, como as de origem asiática.

Não é motivo de preocupação, pois não prejudica a saúde do bebê e não há tratamento para manchas na pele deste tipo. Até mesmo porque esse tipo de mancha some ao longo da vida.

Mancha escura redonda e pequena (mancha de acne)

São cicatrizes que resultaram após uma lesão provocada pela acne. São de nível secundário, por causa da inflamação que geram na pele. Isso provoca maior produção de melanina no local afetado.

Normalmente esse tipo de mancha surge quando a pessoa já possui uma forte tendência a maior produção de melanina e, aliado a isso, ocorrem processos inflamatórios. As manchas podem surgir na cor vermelha, roxa, marrom ou até mesmo no tom da pele da pessoa.

Mas, há ainda as cicatrizes do tipo atróficas, que são mais profundas e se assemelham a buracos na pele. Ou ainda hipertróficas, onde fica parecendo nódulos, dando a sensação de inchaço embaixo da pele.

Manchas vermelhas na pele (Queratose actínica)

Também chamada de ceratose actínica se refere a uma lesão na cor rosa, castanha ou vermelha, por vezes espessa, com crostas ou então escamosa. Ela aparece em locais que ficam mais expostos ao sol como ombros, rosto, costas, braços, mãos, couro cabeludo e pescoço.

O tamanho é de mais ou menos 4 cm e costuma aparecer mais em pessoas de pele clara, sobretudo por causa da reação que acontece entre a melatonina e os raios de sol. Além disso, esse tipo de mancha é mais frequente em pessoas mais velhas.

Por se tratar de uma lesão um pouco mais grave, pois pode ser pré-cancerígena, é importante que ela seja rapidamente diagnostica para realização de tratamento para mancha de pele específico.

Manchas simétricas e escuras na pele (Melasma)

Melasma é um tipo de mancha de pele muito comum. Ela resulta do excesso de pigmentação na pele, se manifestando por meio de manchas escuras em diferentes partes do corpo, mas principalmente no nariz, testa, bochechas, queixo e lábios.

O melasma acomete pessoas de pele mais escura. Neste tipo de mancha, ocorre um depósito de melatonina em locais que ficam mais suscetíveis ao sol, como o rosto, por exemplo.

A coloração das manchas varia bastante, podem ser castanhas, marrons ou cinzas. Os limites ficam bem marcados e são manchas irregulares quando falamos em formato.  Mas são simétricas em relação ao aparecimento.

Manchas assimétricas marrons (Melanose)

São manchas no tom marrom, mas geralmente ficam acumuladas e juntas. Conhecidas também por lentigo, seu surgimento se dá pela exposição da epiderme a radiação. Então, acontece uma grande produção de melanócitos quando há exposição aos raios de sol.

A partir disso, acontece mais produção de melanina, deixando as regiões escurecidas. Não são manchas que causam coceira ou dor, mas devem ser observadas e tratadas com máximo de atenção.

Manchas brancas (Pano branco)

Conhecida no meio dermatológico como pitiríase versicolor, que é uma micose superficial originada pelo fungo chamado Malassezia. O fungo consegue invadir o folículo piloso e provoca uma lesão na derme, modificando a coloração para a cor branca.

Esse fungo se dissemina mais no calor e umidade, ficando agravado em períodos em que a pessoa sua em excesso. O uso de imunossupressores e anticoncepcionais, podem ajudar a provocar a evolução dessa mancha.

Dermatite de contato

Inflamações avermelhadas na pele, que podem ou não descamar. Resultado do contato com substância tóxica que o organismo considera como invasoras, gera coceira e dor. As substâncias que podem gerar a dermatite, são:

  • Ácidos;
  • Algumas plantas;
  • Removedores de esmalte;
  • Sabão e detergente;
  • Solvente de tinta.

Essas manchas se manifestam com erupções cutâneas, com bordas bem demarcadas, podendo ter prurido, dor e irritação.

whats
Fale conosco

Tipos de manchas na pele

Além de conhecer os problemas mais comumente associados a manchas de pel, é fundamental compreender quais são as manchas mais comuns. Nesse caso, entre as principais, podemos citar:

Manchas de sol

Causadas pela exposição exacerbada ao sol, sem nenhum tipo de proteção. Acomete mais o rosto, braços, pescoço e mãos, por serem as partes que ficam menos cobertas. A prevenção se dá pelo uso diário de protetor solar.

Melasma

Geralmente surge na gestação, devido às mudanças hormonais que afetam a produção de melanócitos. Surge mais no rosto, principalmente nas maçãs e testa. Saiba mais sobre Melasma nesse artigo completo que fizemos e aproveite para esclarecer todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Cicatriz de acne

As espinhas da adolescência podem atrapalhar muito na fase adulta, pois geralmente formam cicatrizes. O melhor método para não ter essas manchas é evitar ficar mexendo nas espinhas e usar métodos dermatológicos antiacne.

Veja também mais detalhes sobre cicatrizes de acne em um guia que preparamos sobre o assunto neste link.

Causas

Manchas & Melasma_1
Manchas & Melasma_1

Existem diferentes fatores que podem causar manchas na pele. Entre os principais, podemos citar os seguites:

Diabetes

Provoca manchas escurecidas nas regiões onde há dobras da pele, como:

  • Axilas;
  • Barriga;
  • Costas;
  • Pescoço.

Essa doença basicamente provoca uma alteração na pele conhecida como Acantose Nigricans, que é provocada pela desordem hormonal causada pela resistência à insulina.

Psoríase

Uma doença inflamatória crônica, que gera lesões esbranquiçadas e escamosas. Aparece principalmente nos cotovelos, joelhos, mãos, antebraço e couro cabeludo. Não tem uma causa conhecida, mas tem um fator genético familiar importante.

Rosácea

Uma doença inflamatória crônica, que surge no centro da face, produzindo manchas vermelhas e eventual prurido. Pode ser confundida facilmente com acne, mas surge em pessoas com pele clara a partir dos 25 anos de idade, sendo mais comum em mulheres.

Não há uma causa conhecida, mas está associada com uma grande sensibilidade à exposição solar e substâncias de pomadas.

Micose

Causada por fungos, que produzem muita coceira, vermelhidão e descamação da pele. São manchas maiores e delimitadas, surgem mais no verão devido ao suor e calor, que são ambientes agradáveis aos fungos.

Hanseníase

Provocada pela bactéria Mycobacterium leprae, é uma infecção crônica com manchas rosadas ou vermelhas, onde há perda de força muscular e sensibilidade.

Rubéola

Manchas pequenas e vermelhas aparecem mais no rosto e na parte de trás da orelha, mas podem se espalhar para o corpo inteiro. É infecto-contagiosa causada pelo Togavírus.

Zika vírus

Também causada por um vírus, o zika vírus, a mancha causa coceira e sensibilidade. Geralmente desaparece ao tratar a doença, sem deixar manchas posteriores.

Covid

Também é de ordem viral, causada pelo Coronavírus, apresentando manchas vermelhas e bolinhas. Muito parecida com as manchas da catapora, pode ou não coçar. A doença some, mas as manchas podem permanecer.

Pano branco

Conhecida como micose de praia é causada pelo fungo Malassezia furfur, que impede a produção de melanina, surgindo manchas brancas na pele. Está associada à praia, porque é percebida ao se expor ao sol.

Vitiligo

Responsável pelo surgimento permanente de manchas brancas, não possui uma idade para o surgimento e nem causa estabelecida.

Como prevenir manchas na pele

Tão importante quanto buscar o melhor tratamento para manchas na pele é adotar medidas para evitar que as manchas apareçam.

Nesse caso, a dica é focar em uma rotina que possibilite uma pele bonita e saudável. Ou seja, é importante adotar hábitos que previnem o aparecimento de manchas ou qualquer outra alteração na pele.

Abaixo separamos algumas dicas que podem contribuir neste processo, confira:

  • Consuma muita água, independente da estação do ano, mas no verão controle ainda mais! O mínimo que você deve usar são 2 litros por dia, se conseguir consumir mais, melhor ainda! Quando não há hidratação suficiente no corpo, a pele fica mais ressecada e isso aumenta a chance de irritações e manchas, pois a pele vai estar mais sensível;
  • Cuidado com o surgimento de espinhas, evite espremer elas, procure sempre ajuda de um profissional. Assim, você vai usar métodos eficientes que não agridem a pele;
  • Faça esfoliações a cada 15 dias, esse processo traz renovação celular e elimina células mortas que podem estar impedindo sua pele de ser saudável;
  • Invista em séruns com vitamina C, pois é uma vitamina antioxidante que elimina os radicais livres gerados pela exposição ao sol, poluentes e agentes químicos;
  • Na gestação tome ainda mais cuidados, como já vimos na gestação as mulheres são ainda mais propensas a desenvolverem manchas do tipo melasma. Principalmente, pela quantidade e variação dos hormônios que acontecem neste período. Além de evitar a exposição solar, usar protetor com alto fator, a mulher deve consumir bastante alimentos com vitamina C;
  • No verão não faça tratamentos com ácido, os ácidos deixam a pele mais sensível e no verão os raios solares são ainda mais fortes. Isso pode potencializar queimaduras e provocar rugas. Mesmo peelings devem ser evitados neste período;
  • Use acessórios que te protejam no verão, além de usar o protetor procure usar um chapéu, viseira ou boné, quando for ficar na praia ou piscina. Ou se for fazer uma caminhada;
  • Use produtos que hidratam e acalmam após a depilação, as depilações são processos agressivos para a pele, pode surgir pelos encravados e vermelhidão. Dessa forma, após depilar redobre os cuidados com hidratação. Outro ponto a ser considerado aqui, é investir em produtos que são adequados para seu tipo de pele, para obter resultados mais satisfatórios;

Além dos cuidados acima, é crucial que você use protetor solar todos os dias, independentemente de ter sol ou não. Mesmo os dias que o sol não aparece alguns raios são emitidos e podem prejudicar a saúde da sua pele. A própria luz artificial pode provocar manchas. Durante os meses mais quentes, invista em protetores com fator de proteção mais alto. Reaplique o protetor a cada meia hora.  Caso você goste de se bronzear no verão, evite o horário entre 10 e 16 horas.

Como tratar manchas na pele

O tratamento para manchas na pele se refere a procedimentos que são realizados por profissionais especializados ou em consultório de dermatologistas. Vejamos abaixo os tratamentos mais utilizados para manchas:

Laser

Os tratamentos com laser são considerados os mais eficazes no tratamento para manchas de pele. Basicamente, esse tratamento consiste na aplicação de feixes de luz diretamente na região a ser tratada. Estes feixes, por sua vez, são calibrados para agir desde as camadas superficiais até as mais profundas da pele. Seu objetivo é quebrar o pigmento e estimular a produção de colágeno e novas células do epitélio para suavizar o aspecto das manchas.

Na Clínica de Pele utilizamos o Laser de CO2 fracionado e pulsado, uma tecnologia inovadora que trata a pele pelo calor e não causa queimaduras. É um procedimento de aplicação rápida e os resultados que logo nas primeiras sessões. Não causa dor ou desconforto e o paciente volta para a casa no mesmo dia.

A quantidade de sessões desse tratamento para manchas na pele depende do tipo de mancha e tonalidade da pele, assim como a reação da pele do paciente ao procedimento.

Veja no vídeo abaixo como funciona o tratamento para manchas de pele com laser de Co2:

Luz Pulsada

Bem semelhante ao laser, os tratamentos com Luz Pulsada atenuam as manchas e reduz linhas de expressão e rugas, assim como pode também ser aplicado na remoção de pelos e ter outras finalidades. A luz pulsada age quebrando o pigmento e elimina no sistema linfático. Ela clareia e uniformiza o tom da pele.

O melhor de tudo é que aumenta em 50% as fibras de elastina e colágeno. Além disso, aumenta a oxigenação do sangue, deixando a pele com aspecto mais bonito e jovem. As sessões desse tratamento para manchas na pele duram em média 30 minutos, mas depende do tipo de mancha.

Microagulhamento

O procedimento é realizado por um aparelho chamado de demolier, que possui pequenas agulhas e cânulas. Pode haver a aplicação de substancias que são para clarear a mancha, mas nem sempre isso ocorre. Serve para potencializar o processo.

As sessões desse tratamento para manchas na pele duram em torno de 40 minutos, sem grandes incômodos, não impede o paciente de fazer suas atividades de rotina normal. Não há efeitos colaterais e os resultados podem ser percebidos logo nas primeiras sessões de microagulhamento.

Peeling Químico

O peeling Químico é um excelente tratamento para manchas na pele, pois usa concentrações maiores de ácido quando comparado ao uso de cremes. O grande benefício é que o ácido é aplicado diretamente na lesão agindo com maior eficiência sobre as manchas.

Os produtos utilizados fazem uma esfoliação bem profunda, retirando os pigmentos indesejados e promovendo o surgimento de novas células no epitélio. Outro benefício é a estimulação de elastina e colágeno, melhorando de forma geral o aspecto da pele.

Peeling Físico

Também é um tratamento para manchas na pele que funciona bem. Dá-se pelo uso de indutores de descamação, que geralmente são os aparelhos de microdermoabrasão e lixas, assim como o peeling de diamante e cristal.

O aparelho remove as células mortas e promove o aparecimento de novas células. Melhora a elasticidade e tônus da pele.

Fotoproteção

Algumas manchas conseguem ser reduzidas apenas com o uso de fotoproteção. A fotoproteção se refere aos cuidados que devem ser tomados ao se expor aos raios solares.

Reforçamos esses cuidados abaixo:

  • Ao sair na rua, sempre usar chapéu ou boné e óculos escuro;
  • Evitar roupas muito quentes, principalmente no verão, se sugere o uso de roupas de fibra natural;
  • Exposição longo ao sol, somente antes das 10 horas da manhã e após as 16:00 da tarde;
  • Sempre usar protetor solar acima do fator 30 de proteção.

Esses cuidados não permitem que as manchas evoluam e protege sua pele de produzir mais manchas.

Faça agora o nosso teste online gratuito e descubra qual é o tratamento de rosácea mais indicado para o seu caso. Tenha também uma estimativa dos valores clicando no banner abaixo.

TESTE ONLINE GRANDE etqgdc

Manchas de pele Antes e Depois

Veja a seguir o Antes e Depois de pacientes que realizaram tratamento para manchas na pele da Clínica de Pele:

Manchas Tratamento
Manchas Tratamento

Depoimentos

Veja alguns depoimentos de pessoas que realizaram e aprovaram o tratamento para manchas de pele oferecido na Clínica de Pele no Rio de Janeiro:

As manchas de pele são um problema comum que afeta não só a autoestima, mas também pode prejudicar o bem-estar e a qualidade de vida de quem sofre com esse problema. Caso perceba a presença de alguma alteração na pele, procure uma clínica dermatológica para uma avaliação mais específica.

Na Clinica de Pele, disponibilizamos diferentes tipos de tratamentos e procedimentos para tratar manchas e outros problemas de pele. Entre em contato conosco e conheça mais sobre nossos tratamentos.

whats
Fale conosco

Veja também os artigos mais recentes

Dr. Ronaldo Szerman
CRM 5213366-9

Dr. Guilherme Szerman
CRM 5276961-4

Dr. Waldemar Szerman
CRM 5270032-0

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
×