Descubra o tratamento mais indicado para você em nosso TESTE ON-LINE

Tipos de Peeling

O peeling é um tratamento não invasivo que vem conquistando cada vez mais adeptos. Além de deixar a pele mais lisa, este procedimento estético também elimina manchas, cicatrizes de acne e até rugas. Como resultado obtém-se uma pele com um aspecto mais jovem e saudável.

Continue lendo esse artigo e saiba tudo sobre este tratamento. Desde o que é, até como funciona, tipos, benefícios e muito mais. Confira!

O que é o peeling?

O peeling consiste em uma técnica segura bem como eficaz, que remove as células mortas da pele, proporcionando uma renovação celular. Além disso, este procedimento também estimula a produção de colágeno e elastina, substância quem dão mais firmeza e elasticidade a pele.

Como funciona?

Através de processos físicos, químicos ou mecânicos, o peeling descama de forma controlada parte ou então toda a epiderme. Com isso, há a remoção de lesões superficiais da pele, que se segue pela formação de novos tecidos. O resultado desse processo é uma pele mais firme, macia e rejuvenescida.

Quais são os três tipos de peeling?

Basicamente, os tipos de peeling se classificam de acordo com a profundidade, indo de superficial até o profundo. E também conforme o tipo de material que se aplica no procedimento. Em relação ao material, entre os principais podemos citar:

1.      Físico/Mecânico

Procedimento indolor e minimamente invasivo, que é feito utilizando métodos físicos para descamar a pele por dermoabrasão.

Quais os tipos de peeling mecânico?

Entre as técnicas que se enquadram nesse grupo, estão o peeling de diamante, peeling de cristal e a microdermoabrasão.

2.      Químico

Neste tipo de peeling, a descamação da pele ocorre através do uso de ácidos. Estas substâncias químicas podem agir superficialmente ou então nas camadas médias e mais profundas da pele. Entre os ácidos mais usados estão o glicólico, retinóico, hialurônico, fenol e salicílico.

3.      Com laser

Peeling feito com uso de aparelhos a laser. Estes aparelhos estimulam a renovação celular sem descamar a pele, ou seja, de dentro para fora.

Qual o melhor tipo de peeling?

Cada pele possui características e necessidades especificas. Por isso, o tipo mais indicado será aquele que melhor atende a esses dois requisitos.

Dessa forma, fazer uma avaliação inicial junto a um dermatologista é indispensável. Assim, será possível definir a melhor técnica para aplicar em sua pele.

Quantas sessões de peeling para tirar manchas?

No geral, com apenas algumas sessões já é possível notar uma sensível melhora. Mas, o ideal é que o paciente realize no mínimo 5 sessões para resultados mais expressivos. Lembrando que essa quantidade pode variar conforme cada caso.

Qual a diferença entre o peeling de cristal e o de diamante?

Embora sejam bem parecidos, o peeling de diamante e o de cristal possuem diferenças entre si. E uma delas é o tipo de ponteira usada no procedimento.

O de cristal usa uma ponteira de sucção que lança jatos de cristais para esfoliar camadas superficiais da pele. Enquanto isso, o de diamante realiza a esfoliação das camadas mais profundas da pele usando ponteira com lixa diamantada.

Quais são os benefícios do peeling de cristal?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia os benefícios que o peeling pode oferecer a pele são vários. Desde clareamento de manchas, até combate a oleosidade da pele, tratamento de rugas entre outros.

Em se tratamento especificamente do peeling de cristal, os benefícios que você pode obter ao realizar este procedimento, são:

  • Maior firmeza para a pele
  • Remoção de manchas
  • Melhora a textura da pele
  • Eliminação de rugas e linhas de expressão
  • Diminuição de cicatrizes deixadas pela acne

Em quais regiões pode ser feito?

Apesar de ser mais comum no rosto, o procedimento que pode ser feito em outras regiões do corpo, como:

  • Braços;
  • Coxas
  • Na região do colo entre outras.

Quais são as indicações?

Indica-se este tratamento para quem deseja tratar manchas na pele, melasmas, rugas e estrias corporais. Além disso, este procedimento também serve para prevenir acnes e espinhas.

Este tratamento também se indica para quem deseja amenizar rugas e marcas de expressão. E também para correção de cicatrizes de acne, assim como para quem busca por rejuvenescimento facial.

Quais são as contraindicações?

No geral, o peeling é contraindicado para pessoas com dermatite ou então inflamações na pele. Quem possui alterações cutâneas e foliculite também não se recomenda este tratamento. Além disso, pessoas com alergia a componentes usados no tratamento não deve realizar este procedimento.

Para mulheres gestantes, não se recomenda os peelings a base de ácidos. Isso porque a intensidade bem como as substâncias que o compõem podem prejudicar a gestação.

 Para gestantes que desejam renovar a pele durante a gravidez, o mais indicado é o peeling de cristal. Além de permitir uma abrasão leve, esse tipo não contêm substancias químicas, tornando-se uma opção mais segura.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
×